II SBPA e XI ENCOGERCO

OS EVENTOS

MOTIVAÇÃO

O Brasil possui uma das mais extensas zonas costeiras do mundo, com mais de 8.500 km de Costa. Nessa área vivem cerca de 26,6% da população brasileira. Assim, o uso e ocupação de maneira ordenada da zona costeira, representa um dos maiores desafios para a gestão ambiental do País.

Passadas três décadas do início formal do Gerenciamento Costeiro no Brasil, ao avaliarmos os instrumentos previstos nos dois marcos legais existentes, a Lei no 7.661/88 e o Decreto 5.300/04, observamos que ainda há muito espaço para evolução e crescimento de mecanismos de gestão costeira, sobretudo relacionada ao manejo da linha de costa.

Na atualidade, dentre os principais perigos e riscos que a zona costeira e consequentemente a sua urbanização tem enfrentado estão os processos de erosão e inundação do litoral, intimamente ligados a fatores como intensidades e frequência de eventos extremos, aumento relativo do nível do mar e diminuição do aporte sedimentar. Nas últimas décadas, os desastres naturais têm sido uma realidade constante das populações costeiras e ribeirinhas no Brasil.

Ao buscar dar ao problema sua devida importância, percebe-se que o estudo dos processos praiais e sua relação com o comportamento da linha de costa e a gestão da zona costeira ainda carece de informações apropriadas em prol da adequada gestão e ordenamento do território costeiro. É fácil imaginar como este tipo de informação é estratégica, por exemplo, do ponto de vista ambiental, mas também para a defesa do território nacional, em especial para a Defesa Civil, e, obviamente, para setores econômicos.

Para que o país tenha essa informação estratégica e possa estar preparado para enfrentar os impactos e danos atuais e se prevenir dos processos globais de mudança climática em andamento, é necessário que seja fomentado debates acerca dos processos que atuam no ambiente praial bem como na gestão da zona costeira.

Nesse sentido, a realização do segundo Simpósio Brasileiro de Praias Arenosas - II SBPA de forma integrada ao décimo primeiro Encontro Nacional de Gerenciamento Costeiro - XI ENCOGERCO visa proporcionar um espaço de debates técnicos e científicos no que se refere a interconectividade entre o comportamento do ambiente praia, especialmente da linha de costa, e a gestão costeira.

É só através da conexão entre o conhecimento técnico/científico e a gestão, é que se torna possível a quantificação dos perigos aos quais a zona costeira estará sujeita.

REALIZAÇÃO

Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
Universidade Federal de Pernambuco – UFPE
Universidade Federal de Rio Grande – FURG

COMISSÃO ORGANIZADORA

Dr. PEDRO DE SOUZA PEREIRA – UFSC
Dr. ANTÔNIO HENRIQUE DA FONTOURA KLEIN – UFSC
Dra. MARINEZ EYMAEL GARCIA SCHERER – UFSC
Dr. JOAO LUIZ NICOLODI – FURG
Dr. LAURO JULIO CALLIARI – FURG

PRESIDENTE E COORDENADOR INSTITUCIONAL

Dr. PEDRO DE SOUZA PEREIRA – UFSC

COMISSÃO EXECUTIVA

Dr. REGIS PINTO DE LIMA – MMA
Sra. THAMMY DIAS BARRETO – T&M Eventos

COMISSÃO DE LOGÍSTICA E DIVULGAÇÃO

ANDERSON P. LINO
LUCIANA V. JESUS
TÉTIS EMPRESA JR. - UFSC

Datas Importantes
Abertura do Evento
Fique por dentro
15
out
Trabalhos científicos
Envie seu trabalho até 15/07
15
jul
Inscrições
Promoção para inscrições até 15/07
15
jul